Noticias
Portuguese English Spanish
ec3b40b8916346ee161b8fc99124271a.jpg
1ff5e45218f3846fad37596b019686f3.jpg
130fda8da9ce699d71f947ba353db946.jpg
319ee252d7d0af7f1efb61dd343de394.jpg
1cf66e24d5f73b987381050df9f1e882.jpg
3d05b8b0752e446486aedeb97fbab401.jpg
0301000c83ddd36799602b7e1e7cd16b.jpg
As decorações com estampas florais estão em alta, sendo possível decorar a casa toda utilizando objetos e acessórios que trarão mais alegria A decoração de um ambiente é importante para quem deseja viver bem e com qualidade. É em busca dessa qualidade que empresas surgem no mercado, com o objetivo de tratar a decoração e os objetos decorativos não como meros artifícios, mas sim como parte fundamental para o equilíbrio e a beleza do espaço. Várias são as tendências que surgem a cada dia. As decorações com estampas florais estão em alta, sendo possível decorar a casa toda utilizando objetos e acessórios que trarão mais alegria e colorido à vida. Confira algumas dicas de decoração utilizando essa nova tendência do mercado. A Estampa Floral É costumeiro que encontremos as estampas florais com espaço garantido nas peças de vestuário e no mundo da moda. Na decoração e design de interiores não é diferente, e ela se faz cada vez mais presente. As estampas florais trazem alegria e colorido ao espaço. Saiba mais nas 15 dicas que apresentamos abaixo: 1 – Escolher a estampa certaÉ primordial que antes de começar qualquer decoração, façamos um pequeno estudo do que queremos. É importante colocar no papel suas ideias antes de colocá-las em prática, para que não haja arrependimentos futuros. 2 – Definir coresAs estampas florais possuem uma característica visual muito forte. Portanto, é válido pensar na combinação de cores entre o móvel, o objeto floral e o restante do espaço em questão. 3 –…
Os papeis de parede são uma boa opção para quem quer melhorar o visual do apartamento, trazendo muita percepção de conforto. Está é uma das dicas de decoração da arquiteta Marcela Jannini, coordenadora de Lançamentos da MRV Engenharia, para aqueles que querem, por meio de ações simples e econômicas, tornar seu lar mais aconchegante. Segundo a arquiteta, os papeis de parede ainda são pouco utilizados no Brasil, mas estão se tornando mais conhecidos nesta última década. “No Japão, por exemplo, não se pinta as paredes interiores, todas utilizam revestimentos de papel ou vinílico, por ser mais prático da instalação a manutenção diária”, conta. Marcela pontua que o brasileiro ainda crê que a tinta é a opção mais barata para dar cor aos ambientes, mas segundo ela, não é bem assim, quando se coloca tudo na ponta do lápis. “Temos que analisar a relação custo e durabilidade”, ensina. De acordo com ela, um papel de qualidade permanecerá perfeito na parede por entre 10 e 20 anos, o que no caso das tintas a duração é de algo em torno de cinco a 10 anos. Ainda com relação aos custos, a arquiteta lembra que no caso da tinta, além do prazo de aplicação e a bagunça que gera na casa, devem ser somados a mão de obra, a tinta e os demais produtos necessários para sua aplicação. Já no caso do papel de parede “há aqueles que você mesmo pode colocar, mas o melhor sempre é comprar ele instalado, o que não…
Sexta, 27 Novembro 2015 10:41

Abre alas : Mais espaço em casa

O arquiteto Gustavo Calazans revela cinco dicas preciosas para ganhar alguns metros nos ambientes apenas mudando a posição dos móveis Pode parecer complicado, mas a solução para ganhar alguns metros nos ambientes pode estar bem debaixo do seu nariz! Para auxiliar você nessa missão, pedimos a ajuda do arquiteto Gustavo Calazans, que tem um olhar afiado para solucionar qualquer problema de falta de espaço. Confira abaixo cinco dicas para ampliar o seu lar já. 1. ProporçãoMuitas vezes os móveis são desproporcionais em relação ao cômodo em que estão. “Para resolver isto, coloque a maior peça no sentido da maior dimensão do ambiente. Desta forma haverá mais harmonia e sensação de adequação”, afirma o arquiteto Gustavo Calazans. Pensando nisso, também vale identificar se não existem outros móveis que poderiam ir para outra parte de casa. 2. Eliminar e agruparRetire tudo o que é excesso, como pequenos elementos, e agrupe-os. Por exemplo, vale juntar bancos, pufes e livros para formar uma mesa de centro, dá a dica o profissional. “Estes móveis todos soltos na casa podem poluir os ambientes, mas quando são colocados juntos, bem próximos uns dos outros com a finalidade de criar um elemento maior - como uma mesa de cabeceira feita a partir de elementos isolados -, temos uma sensação de amplitude. Isso sem falar na vantagem de conseguir, a partir de coisas do seu próprio lar, resolver alguma deficiência antiga”, acrescenta ele. 3. Criatividade“Tenha um olhar curioso para as suas próprias coisas. O mesmo olhar ávido por novidades…
A graça de seguir a moda na decoração e no design de interiores é a chance de mudar um detalhe e ter a sensação de um novo ambiente. As tendências de 2015 apostam para um olhar sofisticado que incorpora acabamentos em ouro, texturas naturais, papéis de parede e assinaturas de designers de moda. O brasileiro adora trocar as cortinas, almofadas, alguns móveis da sala, repaginar a área da piscina ou mesmo renovar aquela pintura que já andava vencida. Luiz Sternick, gerente de marketing do Ponteio Lar Shopping, explica que atualmente a moda entra diretamente na decoração, influenciando inclusive a tonalidade de cores a cada semestre. Estilistas como Armani, Tom Ford, Gucci, Kenzo e Dolce & Gabanna lançaram seus produtos na linha home. Na análise de Luiza Sternick, até o sucesso do filme Cinquenta tons de cinza invadiu o mundo com sua moda, com o luxo e o bom gosto, levando junto a decoração. Para ele, “o luxo hoje ocupa um lugar de destaque em todas as lojas de decoração da cidade, tendo as cores atuais da moda tais como o bege, a cor ameixa, amadeirada e os 50 tons de cinza como as preferidas para falar desse requinte. São cores sóbrias, cruas, frias, mas que dão um tom todo especial a vários tipos de ambientes”. Outra dica de Sternick, para o ambiente ficar mais chique, é a utilização da padronagem dos tecidos de móveis, tendo o linho como carro-chefe, listrado ou liso, incluindo aqui muito laqueado, espelhos, adornos de cristais,…
Se você quer ter atitudes sustentáveis, mas não sabe por onde começar, que tal na sua casa? A arquitetura e decoração são áreas que cada vez mais se empenham para minimizar os impactos ambientais. “Hoje há meios de reduzi-los tanto na fabricação dos produtos quanto na sua aplicação”, destaca a arquiteta Alessandra Leite do RMA Arquitetura e Interiores, em Brasília. Uma das opções é usar revestimentos feitos de materiais ecológicos ou o próprio cimento como piso. A iluminação também tem alternativas mais sustentáveis, como as lâmpadas LED que, apesar de terem um custo mais alto no início, compensam pela durabilidade dez vezes maior que as incandescentes. Além disso, as LEDs consomem bem menos energia. Na decoração, os móveis da casa não precisam ser trocados por completo. É possível reformá-los, dar outra cara e reaproveitá-los. Isso também é atitude sustentável. Uma cômoda antiga que é herança da avó pode ser revitalizada e até mesmo uma cesta de palha que foi deixada de lado pode ser pintada e ser usada como um revisteiro. A ideia é evitar o descarte. Mas se você ainda vai começar a mobiliar a casa do zero pode optar por materiais como MDF ecológico, livre de formaldeídos, o principal componente poluente. Portanto, se você quer seguir as tendências da decoração pesquise e se informe sobre como fazê-la sustentavelmente. Os profissionais têm sugerido e a preferência dos clientes por atitudes ecologicamente corretas está crescendo. “Os projetos estão muito mais interessantes, diferenciados e o melhor, originais”, destaca Alessandra.
Página 5 de 6

Endereço

Rua Dr. Milton Bandeira,376
Centro Viçosa – MG
CEP 36570-000

Telefax: (31) 3892 7979  
Cel: (31) 9892 4137 

Newsletter